sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

QUEM SÃO OS RESPONSÁVEIS POR ESTA ANOMALIA


Esta semana abriram mais duas médias superfícies comerciais na cidade da Figueira da Foz. No entanto, nenhuma delas tem licença da câmara para funcionar, uma vez que as obras, que decorrem no exterior, ainda não foram concluídas, confirmou a vereadora Ana Carvalho ao DIÁRIO AS BEIRAS. A autarca adiantou, por outro lado, que foram enviadas notificação aos estabelecimentos para procederem ao encerramento, mas, ontem, ambos continuavam abertos.
Ana Carvalho garantiu que foram levantadas contraordenações e que outras poderão suceder-se, caso continuem a laborar sem a respetiva licença. Uma das médias superfícies encontra-se em Buarcos e a outra em Tavarede, e abriram as portas com poucos dias de diferença.
Diário as Beiras

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

PASSAGEM DE ANO NA FIGUEIRA DA FOZ

CABEÇAS DE CARTAZ
             INÊS SIMÕES                   DIOGO PIÇARRA
                   DAVID CARREIRA        PEDRO ABRUNHOSA 

FIGUEIRA DA FOZ
2017 / 2018

VAMOS APOIAR INÊS SIMÕES



INÊS SIMÕES

Segue no The Voice


VAMOS APOIAR INÊS

760 200 608

CAPAS DO DIA




AS VERDADES TAMBÉM SE ESCREVEM NAS PAREDES


BOMBEIROS DA FIGUEIRA DA FOZ GRAVAM VÍDEO MUSICAL PARA ANGARIAR SÓCIOS


Os Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz (BVFF) produziram um vídeo musical, uma adaptação da música "Despacito", agora intitulado "Foguito, Foguito", destinado a celebrar a quadra natalícia e a angariar novos sócios, disse fonte da direção.

O vídeo, com cerca de cinco minutos, publicado na plataforma YouTube, começa com imagens aéreas da Figueira da Foz e foca-se num grupo de pessoas numa esplanada que, ao som da sirene, se levanta e corre, tendo como destino, a pé ou de automóvel, o quartel da corporação fundada em dezembro de 1882 e que celebra 135 anos na terça-feira.

A letra, da autoria de um grupo de bombeiros do corpo ativo dos BVFF e cantada por estes ao som do tema celebrizado por Luís Fonsi e Daddy Yankee, faz várias referências ao trabalho dos voluntários de cada vez que toca a sirene, argumentando que aquilo que fazem "mais ninguém o faz", durante "horas a fio" ou "dias seguidos", em ações de proteção às populações e combate aos incêndios.

A produção inclui imagens simuladas de uma chamada de emergência, imagens reais de fogos florestais (incluindo a atuação de meios aéreos) e planos dos meios humanos e materiais dos Voluntários da Figueira da Foz.
Ouvido pela agência Lusa, Lídio Lopes, presidente dos BVFF, disse que a direção da associação humanitária e o comando da corporação "não quiseram deixar de incentivar, apoiar e divulgar a adaptação de uma música que esteve nos tops este ano, com uma letra em tudo relacionada com os bombeiros". 

O responsável diretivo adiantou que o vídeo do tema "Foguito Foguito" pretende levar à angariação de novos sócios e que a produção "contribui para o espírito de corpo e para uma salutar convivência entre todos os bombeiros voluntários" da corporação da Figueira da Foz. 

Lídio Lopes aludiu ainda à quadra natalícia, lembrando "na época em que se celebra o nascimento de Jesus" que os BVFF são a corporação "que mais partos realizou dentro das suas ambulâncias", num total de 23 registados. 


LIGA DOS AMIGOS DO HOSPITAL COM NOVOS DIRIGENTES


Os novos dirigentes da Liga dos Amigos do Hospital Distrital da Figueira da Foz (LAHDFF) tomaram ontem posse. Correia dos Santos, um dos membros fundadores, é o novo presidente da direção, até aqui liderada por António Guardado.

Por sua vez, Delfim Neves mantém-se na presidência da mesa da assembleia geral. Na despedida do cargo, o anterior presidente sintetizou a obra feita e adiantou que os novos corpos gerentes protagonizam uma mudança na continuidade. De resto, os antigos elementos diretivos transitaram para a assembleia.

“Era necessário a comunidade figueirense sentir o seu hospital”, defendeu António Guardado, a propósito dos objetivos que deram origem à liga, criada em 2012. Correia dos Santos, por sua vez, garantiu que, “além de prosseguir as atividades, é intenção [da nova direção] melhorar o trabalho realizado” e “desenvolver novas linhas de ação”.

Diário as Beiras

SAIU-LHE UMA RASPADINHA GORDA E ELA NÃO SABIA


PAULA BRITO COSTA
PRESIDENTE DEMISSIONÁRIA DA RARÍSSIMAS

LEÕES FIGUEIRENSES A CAMINHO DE ALVALADE


Leões da Figueira da Foz vão apoiar Sporting no confronto com o Portimonense no domingo dia 17 com direito a visita ao Pavilhão João Rocha para verem o encontro de Futsal. 

Saída da Figueira da Foz (Nucleo Sporting) pelas 12 horas tudo por 25 leões.


Inscrições: 962 566 788

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

MAIS UM... BUARCOS


"THE PRESENT" (O PRESENTE)


Uma pequena curta-metragem de animação, de pouco mais de quatro minutos e com o nome "The Present" (O Presente), já passou por mais de 180 festivais de cinema em todo o mundo, incluindo o festival de filmes de animação em Lisboa, MONSTRA. Pelo caminho ganhou mais de 50 prémios e está a tornar-se num fenómeno de popularidade.
Criado por um jovem licenciado, Jacob Frey, em colaboração com uma colega de Universidade, Anna Matacz, baseia-se numa produção cómica do brasileiro Fabio Coala, de nome "Bob", de 2009 e que também atraiu muita atenção.

Mas no caso deste vídeo conta-se a história de um rapaz viciado em jogos de vídeo até que um dia a mãe deixa uma caixa à sua frente na tentativa de o convencer a ir brincar para a rua. E depois pergunta "porque é que não paras de jogar e abres o presente que te deixei" retirando-se em seguida.

Relutante, o jovem abre o embrulho e sai de lá um cão. O problema é que o animal não tem uma pata, o que faz com que seja rejeitado pelo novo dono. A princípio a relação entre os dois complica-se, mas depois… O melhor é mesmo ver.

IMPRECISÕES ESQUISITAS


A TODO O VAPOR: 

1.1.3 - RESOLUÇÃO DO CONTRATO DE CEDÊNCIA DE UTILIZAÇÃO CELEBRADO COM A NAVAL SAD – APROVAR EM MINUTA

Segundo o ponto 1.1.3 da Agenda da reunião Camararia a resolução do Contrato de cedência de utilização do Municipal figueirense não foi feita entre a Camara Municipal e a Naval 1º de Maio mas sim entre a Camara Municipal e a Naval SAD.
Sempre ouvi dizer que não se deve confundir Traveira pai com Traveira filho e mais uma vez até pelas palavras do Senhor Vereador ao afirmar que "a medida peca por tardia" o que não deixa de ter razão, agora dizer  "ser vergonhoso" o estado em que a Naval deixou chegar o estádio parece-me que neste aspecto o Senhor Vereador deveria ser mais preciso na atribuição de responsabilidades.


PRESIDENTE DA CAMARA DA FIGUEIRA DA FOZ REAFIRMA DEFESA DE ABERTURA DE MONTE REAL À AVIAÇÃO CIVIL


O presidente da Câmara da Figueira da Foz, distrito de Coimbra, João Ataíde (PS), reafirmou hoje a defesa da abertura da base aérea de Monte Real à aviação civil, manifestando "solidariedade total" ao autarca de Leiria nessa matéria.

O presidente da Câmara da Figueira da Foz foi hoje questionado pela oposição do PSD sobre se defende a criação de um aeroporto na base aérea n.º 5, localizada em Monte Real, distrito de Leiria, ou a opção pela criação de um aeroporto comercial em Coimbra, defendida pelo autarca local, Manuel Machado, João Ataíde respondeu que pugna pela hipótese de Monte Real.

"Acompanho o papel ativo e coerente do presidente da Câmara de Leiria [em defesa da abertura de Monte Real à aviação civil]. Esta é uma opção em termos de estratégia que defendo e continuarei a defender", frisou o autarca da Figueira da Foz.

Em outubro passado, aquando da sua tomada de posse, o presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro, reeleito pelo PS, voltou a defender a abertura da base aérea de Monte Real à aviação civil, sublinhando que estão reunidas as condições técnicas para que tal aconteça.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara de Leiria recordou a aterragem do avião com o papa Francisco naquela base aérea, a 12 de maio deste ano, sublinhando que a utilização de Monte Real nessa altura mostrou que aquela infraestrutura tem "condições técnicas" para ser aberta à aviação civil.

Já Manuel Machado, presidente da Câmara de Coimbra, assegurou, também na sua tomada de posse, a 26 de outubro, que o projeto de transformação do aeródromo municipal de Cernache em aeroporto civil comercial "irá ser iniciado de imediato", dando seguimento a uma promessa eleitoral nesse sentido, feita na campanha das últimas eleições autárquicas.


EXECUTIVO FIGUEIRENSE APROVA ORÇAMENTO PARA 2018


A autarquia da Figueira da Foz aprovou ontem o orçamento municipal para 2018 no valor de 51,7 milhões de euros, cerca de 10% superior ao de 2017 e o maior dos últimos seis anos.
O orçamento  aprovado em sessão camarária inclui um plano de investimentos em obras que totaliza 20,7 milhões de euros - um aumento de 3,6 milhões (21%) face a 2017 - onde se incluem, entre outras, as intervenções no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Sustentável (7,3 milhões), o novo Centro Logístico e Operacional municipal, um investimento de três milhões de euros, ou a reabilitação e requalificação de edifícios municipais como o antigo quartel dos bombeiros municipais (482 mil euros), Castelo Engenheiro Silva (440 mil euros) ou o Palácio Conselheiro Branco, na freguesia de Maiorca (128 mil euros).
«É um orçamento plenamente sustentável e ambicioso», declarou o presidente da Câmara, João Ataíde.
Na nota prévia divulgada durante a discussão do documento, o autarca alega que o investimento em 2018 corresponde a cerca de 40% do valor global do orçamento municipal, e, entre outros pontos, destaca uma «forte intervenção" na reabilitação de bairros sociais, nomeadamente no domínio da eficiência energética, um investimento de cerca de dois milhões de euros a realizar em três anos, com apoio comunitário», além de investimentos em dois centros escolares e numa escola secundária.
O autarca frisou ainda que no final de 2018 o passivo de médio e curto prazo situar-se-á em 17,4 milhões de euros - era de 65 milhões em 2011, quando foi aprovado um plano de saneamento financeiro, no âmbito do qual o município assume o pagamento de cerca de 5,1 milhões de serviço da dívida no próximo ano.
De acordo com João Ataíde, o orçamento municipal para 2018 prevê também um acréscimo de receitas fiscais (mais 15,1%, cerca de 2,9 milhões de euros) e a redução da despesa corrente, face ao orçamento anterior.
O orçamento municipal para 2018 foi aprovado com seis votos a favor do PS e três votos contra do PSD.

Fonte: TSF

PELA BLOGOSFERA


Reportagem do site "Bancada.pt" sobre a Naval 1893

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

CATARINA NORINHO ATLETA DO REMO DA NAVAL INTEGRA ESTÁGIO DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE REMO


Catarina Norinho integra o estágio da Federação Portuguesa de Remo, depois de conseguir um excelente resultado nos testes de acesso à equipa nacional de Remo.

Mesmo com o nível de água em baixo, fruto do período de seca que assola o nosso país, realizou-se no dia 09 de dezembro na barragem do Maranhão em Avis, a segunda fase dos testes de acesso à equipa nacional de Remo.

A Associação Naval 1º de Maio apresentou-se com 8 atletas, duas femininas (júnior e sénior) e 6 atletas masculinos, todos juniores.

Catarina Norinho, atleta júnior da Naval, esteve em destaque ao obter o 4º melhor tempo entre todas as atletas femininas (juniores e seniores), tendo sido logo integrada no estágio da Federação, que irá decorrer até ao próximo dia 19 de dezembro.

Raúl Rodrigues, que tinha o melhor tempo no teste anterior, não conseguiu o mesmo desempenho, tendo descido alguns lugares na classificação. Marta ferrolho (sénior feminina), Leonardo Gil e os irmãos Roman e Ruslan Nayavko apresentaram melhoras significativas face ao teste anterior.

Segue-se a participação da equipa Navalista na Regata Internacional de Sevilha, já no próximo fim-de-semana.



RARO EM PORTUGAL... UM CASO DE CORRUPÇÃO!

Paula Brito e Costa
Presidente da Raríssimas 

O ministro da Segurança Social rejeitou esta segunda-feira que ele ou a tutela tivessem conhecimento de denúncias de gestão danosa na Raríssimas, reveladas no sábado pela TVI. Vieira da Silva anunciou uma acção de inspecção à associação, a começar nos próximos dias.

“Ao contrário do que tem vindo a ser afirmado, não é verdade que eu próprio ou a senhora secretária de Estado ou os serviços do Ministério tenham tido conhecimento [do caso]. Nem em Agosto nem em Outubro. Tiveram conhecimento destes factos quando foram contactados pela TVI, há poucos dias”, afirmou Vieira da Silva, em conferência de imprensa.

“Não tive nem teve a minha equipa nenhuma informação, em particular aquelas que foram divulgadas nas peças televisivas da TVI”, reiterou. "Nunca ninguém me apresentou uma denúncia com dados minimamente concretos [sobre actos de gestão danosa]."

Um ex-tesoureiro da Raríssimas enviou cartas ao Ministério da Segurança Social dando conta de irregularidades, nomeadamente em movimentos bancários. Porém, segundo o ministro, estas cartas não tinham denúncias de gestão danosa e foram dirigidas aos serviços de fiscalização do ministério, que iniciaram um processo de investigação.

A Raríssimas recebeu vários apoios financeiros do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Tendo em conta o “justificado alarme” causado pela investigação da TVI, Vieira da Silva decidiu pedir à Inspecção-Geral do Ministério da Solidariedade e da Segurança Social uma “inspecção global” à Raríssimas, “com carácter de urgência”, com o objectivo de apurar “toda a verdade” sobre os factos e que dela se retirem todas as consequências.

"É uma instituição que tem sido considerado de referência, no plano nacional e internacional", diz Vieira da Silva, que lembrou que, entre 2013 e 2015, foi vice-presidente da Assembleia Geral, um "órgão social não executivo", por "compromisso cívico", "sem contrapartida de natureza financeira". Algo que consta do seu registo de interessesentregue na Assembleia da República, lembrou.

"Nunca tive nenhum conhecimento de nenhuma situação levantada por quem quer que fosse", garantiu. Vieira da Silva abandonou a Raríssimas depois de ser convidado pelo primeiro-ministro, António Costa, para integrar o actual Governo. Rejeita que isso coloque em causa a sua independência.

O Ministério Público informou esta segunda-feira que está a investigar a Raríssimas desde Novembro, após uma denúncia anónima relativa a alegadas irregularidades na gestão financeira e ao uso indevido de dinheiros da associação pela sua presidente, Paula Brito e Costa.
reportagem divulgada no sábado pela TVI coloca em causa a gestão da instituição financiada por subsídios do Estado e donativos.

Em causa estão suspeitas de que Paula Brito e Costa tenha alegadamente usado o dinheiro em compra de vestidos e gastos pessoais, entre outras irregularidades.

caso já levou o Presidente da República a pedir que se apure a verdade.



A TODO O VAPOR: Mais uma denúncia sobre o que se faz dos dinheiros públicos, que neste caso parece terem sido gastos de forma grosseira e em proveito próprio. O povo português está farto de casos e casinhos e se durante a vigência do Governo anterior tudo foi feito para encobrir o "Processo Tecnoforma" acho bem que o actual Governo não apadrinhe casos destes e faça tudo o que estiver ao seu alcance para descoberta da verdade.
Obviamente que até à demonstração de culpa ou sentença (se houver) existe a presunção de inocência mas sempre ouvi dizer que onde há fumo há fogo e é bom que não nos deixemos envolver na fumaça da corrupção.

JOVEM FIGUEIRENSE NUNO ANDRÉ VAI AFIRMANDO-SE COMO FIGURA FUTEBOLÍSTICA DE FUTURO


Nuno André, jovem figueirense, formado na Naval 1.º de Maio, que actua actualmente na Académica/OAF na 1.ª Divisão Nacional de Juniores (Zona Sul), tem feito uma época de grande nível ao serviço Da equipa dos “Capas Negras”

Na última jornada Nuno André para além de autor do golo que deu a vitória à Académica diante do Sporting Clube de Portugal (Campeão em título neste escalão) foi unanimemente considerado pela imprensa especializada como a figura do jogo.

Conhecemos Nuno André desde que se iniciou na pratica do futebol, temos por diversas vezes augurado que estamos diante de um talento que deve ser acompanhado e apoiado por pode chegar muito longe.

Força Nuno André


JOVEM FIGUEIRENSE MORRE EM DESPISTE DE VIATURA


João Gregório para os amigos mais chegados “Greg” natural de Buarcos e actualmente a residir em Oliveira do Bairro foi vítima mortal de acidente de viação no passado sábado na intitulada Estrada do Campo em Coimbra.

João Gregório muito conhecido nos meios desportivos era guarda-redes do Centro Social S João, embora já tivesse também defendido as cores do GRVilaverdense e Académica OAF e SF.

Ao que está apurado o jovem após ter terminado o jogo da sua equipa deslocava-se para a sua residência em Oliveira do Bairro e despistou-se, contudo a viatura só foi detectada horas depois (domingo de manhã) com o corpo do malogrado futsalista encarcerado e já sem vida.

Marcha do Vapor endereça Condolências aos familiares e amigos de João Gregório ao Centro Social S João última clube do malogrado jogador.